Portas e janelas ficam sempre abertas, pra sorte entrar…

A música Vilarejo, da Marisa Monte, tem tudo a ver com a nossa forma de ver a vida. Acreditamos que pelas janelas abertas, é mesmo a sorte que entra. Não o mau-olhado, não o azar, a inveja, nada disso. Com o coração leve, a consciência tranquila e a alma perfumada, a negatividade não tem espaço!

Foi assim que surgiu a nossa nova logomarca! Pra deixar claro que nossa lojinha está aberta pra toda essa energia boa que chega todos os dias, em cada conversa com amigos e amigas que vamos encontrando.

E o que sai daqui para o mundo, gente, é sempre coisa boa, também. Tem quem pense que isso é bobagem, mas nós cuidamos com muito carinho do ambiente de trabalho, pra que todas as peças sejam manuseadas com carinho, atenção e cuidado. Aqui não rola qualquer música, qualquer conversa, qualquer energia. Pra que cada pacotinho siga pela estrada cheio de luz, indo levar carinho verdadeiro ao coração ansioso que o espera…

Não faltam flores, nunca, na mesa de trabalho da Bibelô. Maiores, menores, brancas, coloridas, não importa. O que não pode faltar, como na música, são “flores enfeitando os vestidos, os caminhos, os destinos…” E agora, a janelinha da nossa logomarca

Entra, gente! A casa é nossa!

Bibelô da Ju é o quê, afinal?

A Bibelô da Ju (www.bibelodaju.com.br) é uma lojinha diferente, bacana, simpática, mas não é apenas isso. É um projeto de repartir, de maneira sustentável, nossa percepção sobre o que é bonito. Sobre o que, no nosso dia a dia, pode ser lúdico, divertido, delicado, enfim: o que merece um olhar mais atento e um cantinho reservado no armário… Um contraponto singelo à infinidade de pequenas e grandes feiuras que o mundo nos apresenta.

Sendo assim, não tinha como ser diferente: trouxemos, pra nossa loja, nossos valores. Aqui cada cliente é ouvido de verdade, com atenção e respeito. Os elogios nos deixam, claro, com sorrisos fáceis o dia todo. E as críticas nos ajudam a aperfeiçoar o que está bom ou deixar bom o que ainda não é. Não adianta encontrar a beleza de um colar lindinho, de um anel diferentão, de uma caixinha que é, mesmo, um bibelô… e não reconhecer a beleza enorme que existe no encontro de um olhar diferente. Cada cliente chega ao nosso espaço trazendo sua opinião, sua história, sua própria concepção do que é belo, suas dores, suas alegrias e sua capacidade de amar. Afinal de contas, quem procura um presente quer, de alguma forma, expressar um afeto! Inclusive por si, por que não?

É por isso que, quando você começar seu passeio em nosso espaço, vai perceber que há várias possibilidades. Pode fazer uma compra rapidinha, sem gastar nem cinco minutos e pronto: só esperar o mimo escolhido chegar em suas mãos. Aqui tem anéis, colares, brincos, pulseiras,  caixas especiais, uma infinidade de belezuras pra te dar um motivo a mais pra sorrir.

Mas pode, também, fazer do presente um projeto a ser degustado com calma. Pode encomendar um relicário com aquela foto linda, que você vai separar entre tantas… Pode escolher um colar “cartinha” e encomendar o nome da pessoa querida gravado! Pode escolher uma caixinha personalizada, com a imagem daquele personagem que a pessoa presenteada ama! Ou com uma foto de vocês! Ou com o que sua imaginação quiser. A gente vai estar aqui, pra ajudar!

Quer mais? Quem sabe um cartão personalizado, num papel lindo e um envelope lacrado com cera, como na Idade Média? Uma carta! Elaborada com a ajuda da nossa equipe de criação, cheia de momentos mágicos que farão lágrimas e sorrisos se misturarem aos abraços? Tem tantas formas de criar momentos inesquecíveis, juntando peças bonitas, o gosto de cada um e um tanto de carinho… A gente vai estar aqui, pra ajudar!

A loja é apenas um cômodo desta casa. Caminhando mais, você vai encontrar nossa página do Face, nosso perfil no Instagram e nosso blog. Em cada cantinho, espaço pra cada amigo e cada amiga repartirem as emoções de presentear ou ser presenteado. Histórias pra contar e ouvir. Imagens e vídeos contando, pro mundo todo, como é bom lembrar de alguém! Como é mágico ser lembrado!

Puxe uma cadeira, a casa é sua!

Ju.